Bairrada – 10 razões para ir

1 – Os Vinhos

DSC_0185

Pela diferença e identidade. Pelas castas autóctones que dão lugar a vinhos únicos. Pela capacidade de envelhecimento dos mesmos. Pelos espumantes. Alguns produtores da região que vale a pena conhecer : Quinta das Bágeiras, Casa de Saima (publicação em breve), Caves São João, Luís Pato, Quinta da Mata Fidalga, Campolargo (publicação em breve), entre outros. Desde 2013 que se realiza em Outubro o Encontro com o Vinho e Sabores da Bairrada onde o visitante pode conviver com o melhor que é feito na região no âmbito da gastronomia e vinhos e descobrir pequenos projectos de autor que merecem ser conhecidos.

2 – O Leitão

DSC_0057

O Leitão à Bairrada é um dos pratos mais emblemáticos da gastronomia portuguesa e por estas bandas o que não falta são restaurantes onde nos podemos deliciar com o bacorinho assado. Mas o que muita gente não sabe é que existem muitos assadores particulares, como o Sr da foto, que em fornos dos próprios criam autenticas obras de arte. Os melhores lugares para comer o Leitão à Bairrada : Rei dos Leitões, Mugasa, Casa Vidal, Nova Casa dos Leitões, Churrasqueira Rocha, entre outros.

3 – Aveiro

DSC_0123

Pelos passeios nos Canais, pela Arte Nova, pelo Mercado do Peixe, pelos doces de ovos, pelas pedaladas nas Bugas, pelos passeios nos Moliceiros, pelos pratos de bacalhau do Sal Poente (e pelo serviço de vinhos) e por tudo o resto que dei conta aqui. Nas imediações de Aveiro merecem uma visita a Pateira de Fermentelos ( a maior lagoa natural da Península Ibérica), Ílhavo (famosa a porcelana Vista Alegre), Vagos (a arte da xávega na Paria da Vagueira), a Costa Nova (com as suas casas coloridas), o Paredão da Barra (pelas caminhadas e pelo grande farol) e por fim, a faina das salinas.

4 – Águeda

IMG_20130912_195321

Pelo céu de chapéus de chuva da Rua Luís de Camões, Pelo Garrafinhas, a gigantesca garrafeira/cash and carry em Águeda, que nos deixa de boca aberta pela diversidade e pelos preços. e pelos doces típicos da Pastelaria Trigal (Lencinhos de Águeda, Bola de Leitão, Bateira de Leitão, etc…)

5 – Coimbra

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A cidade mais importante da região é uma das maiores do país e com muito para ver. Merece a nossa visita pelas tascas onde se canta o fado, pela atmosfera estudantil, pelos passeios na zona histórica da cidade, pelas caminhadas e o copo ao final da tarde no Parque Verde, pelos passeios de barco no Mondego, pela cozinha tradicional do Nacional, e por todas as atracções turísticas da cidade (Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, Universidade (Via Latina, Porta Férrea, Biblioteca Joanina, Sala dos Capelos, Capela de São Miguel), ponte pedonal Pedro e Inês, Sé Velha (século XXII), Miradouro do Vale do Inferno, Pavilhão de Portugal, Igreja de Santa Cruz (túmulo de D. Afonso Henriques), Portugal dos Pequenitos). NOTA : Foto roubada.

6 – O Aliança Underground Museum

DSC_0117

O espaço que alia as Caves Aliança a um museu de arte com parte da colecção privada de Joe Berardo é um lugar obrigatório numa visita à região.

7 – O Palace do Buçaco

IMG_20130911_180450

Pelos vinhos (autenticidade e elegância, o berço de vinhos lendários). Pela possibilidade de dormir num Palácio centenário. Pelos passeios na Mata Nacional. Pelo Museu Militar. Pelas refeições na varanda do Restaurante. Por um copo ao final da tarde a contemplar os jardins.

8 – A Chanfana

DSC_0203

A par do Leitão, a Chanfana será outro dos pratos mais tradicionais na gastronomia da Bairrada. Carne de Cabra mergulhada em vinho tinto e assada em tacho de barro durante várias horas, um pitéu que pode ser descoberto nos restaurantes da região, como por exemplo no já referido Rei dos Leitões. A maravilha da foto foi servida na adega Campolargo numa recente visita a ser publicada em breve.

9 – O Pharmacy Hostel

DSC_0087

Pela localização, excelente para descobrir a Curia. Pela simpatia de todos os que lá trabalham. Pela disponibilidade total com que somos recebidos. Pela possibilidade de fazer refeições caseiras extraordinárias. Pela esplanada no espaço exterior. Pelos bons copos para beber vinho. Pelos pequenos almoços na varanda. Pela lufada de ar fresco na hotelaria da região e porque foi dos lugares mais cool onde dormi nos últimos tempos (publicação em breve).

10 – A Baga

DSC_0254

Pela Baga, a casta tradicional da Bairrada que faz vinhos com uma estrutura e taninos afirmativos, difíceis de beber em novos, mas que em determinados terroirs, ao fim de uma dezena de anos são dos melhores vinhos que se produzem em Portugal. Para descobrir em visitas aos produtores da região.

 

4 Comments

  • Flavio diz:

    Caro Jorge,
    Excelente post! Infelizmente, ainda não conheço a Bairrada, mas sou fã de seus vinhos. Hoje mesmo, devo abrir um Buçaco branco 2003, em celebração ao aniversário de um grande amigo.
    Abraços,
    Flavio

    • Jorge Nunes diz:

      Obrigado pelo retorno Flávio.
      É uma região que merece uma visita. Bonita e autêntica.
      Quanto aos Buçaco branco, bebi o 2000 e 2001 recentemente e estavam uma maravilha.
      Boas provas e um abraço!

  • Mariana diz:

    Não poderia concordar mais. Um dos lugares que mais me deixa saudades em Portugal. Quinta das Bágeiras é único, vale a visita! Ótimo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *