BSE 2005

Duas publicações seguidas sobre os vinhos da Península de Setúbal, afinal ainda há esperança para os pandas gigantes da República Popular da China.

Esta é muito curta.

Apenas para dizer que só pela delícia do rótulo vale a pena.
E o vinho continua vivo, a dar prazer a beber, sem grande boca é certo, mas com uma acidez fina que o segura e lhe permite ainda brilhar à mesa. Bebeu-se todo e mais houvesse.

Coisas de aficcionados, não é para levar a sério.

Branco Seco Especial desde 1947, sendo o primeiro branco produzido pela José Maria da Fonseca .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *