Casa de Pasto (Lisboa)

2014-02-21 13.48.36

2014-02-21 13.55.50

Pães variados, azeitonas e queijo fresco.

2014-02-21 14.08.42

2014-02-21 14.10.32

Ovo Escalfado com Marmelada. A gema não estava líquida como as da Avó Maria, mas ainda assim estava muito bom. As delicadas fatias de toucinho, que não surgem na foto, equilibraram muito bem o doce da marmelada.

2014-02-21 14.09.11

Torrada de Polvo com Tomate Assado. A fazer lembrar um torricado.

2014-02-21 14.20.49

Cogumelos à Bulhão Pato. Feliz combinação.

2014-02-21 14.34.32

Costeletão de Novilho.

2014-02-21 15.10.47

Pão de Ló de Alfazeirão. Sem comentários 🙂

2014-02-21 15.10.53

Mousse de Chocolate.

2014-02-21 15.11.11

Inspiração do Clayton. Também ex Pedro e o Lobo, o Chef Pasteleiro Clayton Ferreira cria, frequentemente, algumas sobremesas com a sua assinatura.

2014-02-21 15.25.49

João da Matta dirigiu dois hotéis célebres, um na Rua Ocidental do Passeio Público e outro no Chiado. Mas começou a actividade mais obscuramente, no primeiro andar do gaveto do Cais do Sodré com a Rua do Alecrim. Além de cozinhar, servia às mesas e era ele quem, logo pela manhã, percorria todas as bancas da Praça da Figueira em busca dos melhores géneros.”

Como facilmente se percebe por esta curta passagem do excelente Lisboa Desaparecida (volume 8, no caso) há muito que as casas de pasto nos primeiros andares do bairro do Cais do Sodré assumiram a sua importância na história da restauração da cidade de Lisboa.

É precisamente com a intenção de recuperar essas memórias que agora, o Chef Diogo Noronha (ex Pedro e o Lobo), com a ajuda de Nélio Cabrita Mendes como chef residente, embarca em nova aventura onde se pretende recriar as antigas casas de pasto da cidade. O primeiro andar da Rua de São Paulo que alberga esta Casa de Pasto é um espaço muito bonito, com uma decoração vintage cheia de deliciosos pormenores, como o antigo bilhete de eléctrico que faz de cartão de visita ou a secular impressora que nos dá as boas vindas e que ainda imprime os menus. Tudo com muito bom gosto, só por aqui já vale a pena uma visita.

Avancemos para os comes. Nesta primeira abordagem à carta, que teve lugar num almoço de sexta-feira com a sala meia despida, seguimos pelo caminho dos petiscos com um conjunto de pratos que, apesar de não terem deslumbrado, todos se mostraram correctos e de boa confecção. O serviço mostrou-se informal, simpático e atencioso.
Nos vinhos, a carta, datada e com referência às castas, é curta mas com boas opções e a preços dentro do aceitável. Bebeu-se o Pedra Cancela Branco 2012 (20€) que se mostrou à altura da petiscaria que passou pela mesa e o Porto Branco Andersen 10 Anos (3€ o copo) com os doces.

Neste primeiro acto, seja pela notável recuperação e decoração do espaço, seja pelas propostas gastronómicas, mostrou-se à altura esta Casa de Pasto. Fica a vontade de regressar, ao jantar de preferência, onde o ambiente deverá ser mais consentâneo com o hype que a zona do Cais do Sodré atravessa, para explorar a vertente mais composta da carta.

Casa de Pasto
Rua de São Paulo 20, 1º, Lisboa
Tel: 21 347 1397 / 96 373 9979
Email: [email protected]
Preço médio sem vinho, 20€

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *