Château Petit-Village, Pomerol, Bordéus

DSC_0058

DSC_0019

Esta viagem a Bordéus foi cheia de momentos memoráveis. Já vos contei a passagem por Cheval Blanc, um dos mais exclusivos Chateau de Bordeus e hoje recupero outro momento muito especial, o dia que visitámos e jantámos no Chateau Petit Village, em Pomerol, na companhia da directora de enologia, Marielle Cazeaux e da diretora de comunicação do grupo AXA Millésimes, Marie-Louise Schÿler.

DSC_0025

O Chateau Petit Village é um dos membros do prestigiado grupo internacional AXA Millésimes, que inclui nas suas fileiras, entre outros, o Chateau Pichon Longueville, a Diznoko em Tokaj e a nossa Quinta do Noval, no Douro.
Os 10 hectares, localizados no ponto mais alto de Pomerol, fazem deste um dos produtores mais reconhecidos da apelação. A palavra terroir ganha uma nova dimensão por estas bandas e a exposição solar privilegiada, aliada aos solos de argila e cascalho, ricos em ferro, fazem do “plateau” de Petit Village o lugar ideal para produzir vinhos com as características dos grandes Pomerol. O estilo dos vinhos de Petit Village consistem na aliança entre as castas tradicionais de Pomerol (Merlot e Cabernet Franc) conjugadas com a Cabernet Sauvignon.

DSC_0008

DSC_0023

A visita, conduzida por Marielle Cazeaux, enóloga de Petit Village, começou com uma prova vertical de 2009 a 2012, este último em amostra de casco, onde tivemos desde logo a oportunidade de conferir a elegância destes vinhos. Apesar de ainda muito jovens deu para perceber o grande equilíbrio entre a fruta e a barrica, com o 2009 a ser o meu favorito, apesar do 2010 ser considerado um dos melhores Petit Village de sempre. Para se situarem, estamos a falar de vinhos maioritariamente da casta Merlot, secundada pela Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon, bastante complexos no aroma, dominado pela fruta preta madura, com especiarias, trufas, chocolate, num elegante fundo de barrica. Na boca mostram-se de corpo médio, com taninos secos e acidez muito presente (principalmente em novos), todos eles a apontarem para a elegância e finesse. Estes são vinhos que podem durar várias décadas, recolhem habitualmente notas entre os 17 e 18 pontos e chegam ao mercado a preços que poderão ir dos 50 aos 100€.

DSC_0032

DSC_0028

DSC_0031

DSC_0034

DSC_0022

Depois foi tempo de visitarmos a adega e a sala de barricas, onde Marielle Cazeaux nos falou um pouco do terroir de Petit Village e dos métodos de vinificação. Ficámos a saber que a idade média das vinhas rondam os 30 anos, a vindima é feita manualmente por parcelas e estas são também vinificadas individualmente, com o objectivo de realçar ao máximo o carácter de cada casta. A segunda fermentação já é feita na barrica e o estágio é feito em barricas de carvalho francês durante cerca de 15 meses para o Petit-Village e cerca de 10 meses para o segundo vinho, Le Jardin de Petit-Village.

DSC_0016

DSC_0051

DSC_0056

Após a visita à adega seguiu-se para a sala de jantar do Château, onde pudemos constatar, através de um menu preparado para o efeito, a aptidão gastronómica destes vinhos. Brilhou na circunstancia um Petit-Village de 1998, um dos melhores anos da margem direita de Bordéus, que se mostrou em pleno, cheio de garra e carácter, a mostrar que o tempo é um aliado destes vinhos. A refeição terminou com um Sauterne do Chateau Suduiraut, outra propriedade da AXA Millesimes em Bordéus, que está localizada muito próxima do famoso Chateau d’Yquem.

Château Petit-Village
126 Route de Catusseau, 33500 Pomerol
Tel: +33 (0)5 57 51 21 08
Email: [email protected]
São permitidas visitas com marcação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *