G. H. Mumm no Mercado da Ribeira

DSC_0011

O Mercado da Ribeira está diferente, mais tranquilo, diria que mais adulto. Depois da euforia inicial e respectivas enchentes, o espaço está mais arrumado, mais cativante, mais limpo. Algumas bancas fecharam, outras abriram, mas a verdade é que o mercado continua a ser uma referência para lisboetas e turistas.

DSC_0019

Uma das marcas que chegou recentemente ao mercado foi a mundialmente conhecida G.H. Mumm com os seus famosos vinhos de Champanhe. A marca francesa, pertença do universo Pernod Ricard, é um dos maiores produtores de Champanhe e chega ao mercado da Ribeira em modo pop-up pelo período de dois meses.

DSC_0030

Rita Cabral, brand manager da Pernod Ricard, a apresentar o novo espaço da G.H. Mumm, que pretende aproximar os visitantes do mercado ao consumo de champanhe através de uma experiência descontraída.

DSC_0020

E para provar que o consumo de champanhe no Mercado da Ribeira não só é possível, como faz todo o sentido, desafiaram o…

DSC_0012

…Chef Miguel Castro e Silva a preparar uma degustação de vários pratos em harmonia com os champanhes Mumm.

DSC_0034

DSC_0041

Antes das harmonizações ainda houve tempo para uma divertida aula de como abrir correctamente uma garrafa de champanhe.

DSC_0046

Depois da Vichyssoise de Bacalhau (sem foto), chegou a Trouxa de Cherne com Mel,…

DSC_0024

…ambos harmonizados pelo Cordon Rouge Bruto. O vinho mais clássico da casa, que se tornou a sua imagem de marca. O Cordon Rouge é um champanhe bruto e nasce a partir de um blend de 45% de Pinot Noir, 30% de Chardonnay e 25% de Petit Meunier. Aroma limpo com subtis notas de frutos secos, na boca mostra-se fresco, equilibrado, num final de boa persistência. 

DSC_0054

Depois o momento alto da apresentação, gastronomicamente falando, claro está. O Ceviche de Salmão com Maçã Verde e o Grand Cru Blanc de Blancs. O prato estava muito bom, com a maçã verde a entrar muito bem na preparação e combinou da melhor maneira com o vinho. O Blanc de Blancs da G.H. Mumm é um 100% Chardonnay de vinhas grand cru que chega de Cramant, na região de Champanhe. Impressiona no estilo. Leve, elegante, cremoso, com sugestões de brioche e bolha muito fina. Uma tentação. Antes do Ceviche, harmonizou ainda com umas bolachinhas de parmesão. 

DSC_0056

O Le Demi-Sec (blend de Champanhe – Pinot Noir, Chardonnay e Petit Meunier) acompanhou umas Bolinhas de Alheira, numa harmonização arriscada que não foi totalmente bem sucedida. A doçura do vinho passou um pouco por cima do sabor forte da alheira, talvez a dizer-nos que este é um vinho mais talhado para bolos e sobremesas. 

DSC_0065

Para terminar, a Tartelete de Framboesa com Zabaione de Champanhe Rosé (deliciosa)…

DSC_0068

…com o Brut Le Rosé (60% Pinot Noir, 20% Chardonnay e 20% Petit Meunier), frutos vermelhos, redondo, bolha fina,…

DSC_0072

…e os Suspiros com Coulis de Morango.

DSC_0084

Rita Cabral, Jean François Collobert, diretor geral da Pernot Ricard em Portugal, Inês Penalva, brand manager na Pernot Ricard e o Chef Miguel Castro e Silva.

DSC_0093

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *