Quinta da Bica Tinto 2011

Para terminar mais um ano de publicações aqui no pasquim (já o 13º! Obrigado por me aturarem há tanto tempo!), escolhi um vinho do Dão, um tinto da Quinta da Bica.

Ao longo deste ano tive a preocupação de tentar trazer a este espaço vinhos acessíveis, tanto em preço como fáceis de encontrar, para que todos possam ter acesso a eles com facilidade. Nem sempre o consegui, até porque a tentação de publicar aquele vinho mais raro e exlusivo é grande, ou aquela novidade que ainda ninguém bebeu, mas ainda assim penso que deixei algumas sugestões de vinhos mais populares. Sei que alguns amigos que passam por aqui continuam a comprar vinho nas grandes superfícies e é um pouco a pensar neles que tenho procurado estes vinhos. Nem só de especialistas se deve fazer a blogosfera vínica, muito pelo contrário.

Neste campeonato das boas relações qualidade-preço o Dão continua na linha da frente. Acima de tudo porque continua a proporcionar vinhos de preço cordato e de uma qualidade acima da média, entradas de gama que reflectem a tipicidade da região e as características das suas castas, algo cada vez mais raro nos dias de hoje.

Este vinho da Quinta da Bica é um bom exemplo do que falo. Da aclamada colheita de 2011, traz um corte de Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinta Roriz e Jaen, com estágio de 12 meses em barrica e que chega aos dias de hoje a dar muito prazer. Não sendo um vinho demasiado encorpado, tem muita presença, com a fruta madura e as notas vegetais tão características da região a serem bem balanceadas por uma elegante acidez. Na boca, os taninos finos e arrumados dão lugar a um conjunto equilibrado, onde a barrica surge perfeitamente integrada, para um final saboroso e de boa persistência. Um vinho que à mesa, acompanhado com assados de forno por exemplo, atinge um nível fantástico.

Infelizmente este não será dos mais fáceis de encontrar, principalmente pelas grandes metropoles, talvez porque a Quinta da Bica não seja um produtor com presença assídua nas revistas da especilidade e por isso ainda pouco conhecido. Eu costumo comprar os meus nos supermercados da região durante as viagens que faço ao Dão, por isso quando fizerem aquela incursão turística à Serra da Estrela lembrem-se de parar em Seia ou Gouveia para procurar estas maravilhas.

Despeço-me com os votos de felicidades para um novo ano e umas Boas Entradas em 2019. Sejam felizes.

2 Comments

  • Filipa Sacadura Botte diz:

    Obrigada pelo seu simpático comentário aos nossos vinhos na realidade não estão bem distribuídos pois a minha distribuidora não é apologista de ter os vinhos em superfícies o que para mim se torna complicado pode encontrar na garrafeira estado de alma e no gourmet do jumbo das amoreiras caso queira pode encomendar diretamente aqui para a quinta e entregaremos o de quiser mais uma vez muito obrigado e se quiser aparecer para fazermos uma prova é só ligar Filipa Sacadura Botte

  • Jorge Nunes diz:

    Cara Filipa Sacadura Botte, obrigado pelo seu comentário e pela informação sobre onde podemos encontrar os seus vinhos. Quando andar pelo Dão terei todo o prazer em conhecer a Quinta da Bica e voltar a provar os vinhos. Cumprimentos, Jorge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *