Great American Disaster

Há muito, muito tempo, era eu uma criança… os Mc Donalds eram uma miragem.

O único local em Lisboa onde se conseguia sentir o sabor dos American Burguers era num local ali bem colado ao Marquês de Pombal, de seu nome Great American Disaster. Escusado será dizer que rapidamente o Great se tornou um culto e um ícone dos anos 80 alfacinhas, alvo de grandes peregrinações (principalmente ao fim de semana), com muito boa gente a vir de longe para se deliciar com tão nobre iguaria.

Mas todos bem sabemos quanto efémero é o sucesso e sem aviso prévio chegaram os gigantes americanos dos hambúrgueres e aos poucos foram criando os impérios que conhecemos. Passados uns anos e para desenjoar de tanto Mc, lá voltei ao velhinho (já na altura) Great. Meteu dó, tão vazio e silencioso. Era a morte anunciada.

Passados 20 anos (sim 20, mais coisa menos coisa) soube que o Great, sabe-se lá porquê, tinha reaberto. Voltei e encontrei um novo caso de sucesso. Fui ao jantar. Sala repleta, ambiente descontraído, maioritariamente jovem mas também com algumas famílias e mesmo casais mais entradotes.

A decoração é típica dos 50’s, talvez por isso se vejam por lá alguns Rockabillys e suas Lolitas rigorosamente vestidas. O serviço continua a ser mau, afinal de contas em equipa que ganha não se mexe, mas o Cream Cadillac continua delicioso, com toda aquela molhanga a escorrer.

Tags

1 Comment

  • Anonymous diz:

    Bom dia,

    Antes de mais peço desculpa se este comentário é uma intrusão, mas também lá fui há pouco tempo (ao Great American Disaster) e andava à procura do site deles e acabei por vir parar aqui. Achei a tua descrição muito correcta, só não concordo com a parte do serviço mau.. Não é o melhor dos serviços, mas também não o achei mau.
    Prefiro realçar o batido e a tarte de maçã..gostei de lá passar pois deu para sair do cinzento em que Lisboa anda mergulhada.

    Inês Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *