Les Noels de Montbenault 2015

Richard Leroy chegou em meados dos anos noventa ao mundo dos vinhos, sem formação na area nem historico familiar, fixou-se na região de Anjou, na localidade de Rablay-sur-Layon, onde adquiriu a sua primeira parcela com o nome de Noels de Montbenault. Deixou desde cedo bem claro a sua filosofia, agricultura biológica e biodinamica, intervenção minimalista na vinha e na adega, privilegiando metodos antigos e naturais. A fama dos seus vinhos foi crescendo e hoje são alguns dos mais disputados da região do Loire.

Gostava de ter bagagem para agora chegar aqui e fazer um figurão a falar-vos do perfil destes vinhos mas a verdade é, que me lembre, esta foi a primeira vez que meti os beiços num. Poderemos estar perante um dos piores vinhos que Richard Leroy já produziu que eu não faço ideia, não tenho qualquer termo de comparação. Conheço o produtor – uma referência do Loire e da produção biodinamica – essencialmente pelo que leio e pelos comentários sugestivos que vou ouvindo sobre os vinhos que produz.

Tive a felicidade, em repasto recente entre amigos, de beber este Les Noels de Montbenault e constatar ao vivo e a cores a razão da popularidade destes vinhos. Pelo meio de tantos e bons vinhos, destacou-se, sendo unanimemente considerado um dos melhores da noite. E bem sabemos como não é fácil a unanimidade nestas coisas.

Falar de complexidade num vinho tão jovem e com tanto para dar pode parecer não fazer sentido mas é essa uma das principais características que se retira deste branco. A delicadeza da fruta, branca e madura (alperces, marmelos, maçãs), contrasta com um ligeiro fundo oxidativo e uma acidez vigorosa. Nunca a barrica onde estagiou durante 18 meses se intromete na prova, só lá está mesmo para dar dimensão. É profundo e mineral, de nervo de aço, com volume mas elegante ao mesmo tempo, tudo numa harmonia desarmante que nos faz suspirar e querer mais. É um vinho que nos oferece com muito caracter a melhor expressão dos Chenin secos de Anjou e mesmo não conhecendo profundamente a obra de Leroy não é difícil perceber que estamos perante um grande vinho.

Les Noels de Montbenault Branco 2015
Produzido por Richard Leroy em Anjou, Loire.
100% Chenin Blanc (vinhas com cerca de 50 anos)
18 meses de estágio em barrica
Enologia de Richard Leroy
12,5% de volume de álcool.
Cerca de 40€ em garrafeiras especializadas
18 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *