Terras Branco 2016

Lembram-se do Madre de Água, aquele encruzado do Dão que fez furor há uns tempos atrás?

Volto aos brancos do mesmo produtor, agora assegurados pela enologia de Paulo Nunes (Passarella, Bica, Saima), para dar conta do Terras Branco. Julgo tratar-se de uma nova marca que se coloca no segmento dos entrada de gama.

Confirma as potencialidades dos brancos produzidos na Madre de Água. De perfil simples, limpo e fresco, dá muito prazer a beber e assegura uma boa relação qualidade-preço. Não é um vinho com grande complexidade nem profundidade, mas dentro do preço mostra uma frescura de saudar, onde a leve mineralidade e um lado vegetal lhe conferem algum caracter. Foge do óbvio, daquela formula vencedora, sendo acessivel ao mesmo tempo.

E ter acesso democratizado, através da grande distribuição, a vinhos destes e a preços que o comum dos mortais pode pagar, será sempre motivo de regozijo e razão mais que suficiente para surgirem por aqui sugeridos.

Terras Branco 2016
Produzido pela Quinta Madre de Água em Gouveia, Dão.
Lote de Gouveio, Bical e Encruzado.
Enologia de Paulo Nunes
12,5º de volume de álcool
3,99€ na grande distribuição.
15,5 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *